Que eu possa ser

Por favor
Deixa eu ser eu, 
Com meus erros, meus defeitos, minhas manias mais toscas
Deixa eu roer as unhas, 
perder meu tempo no Instagram rindo, me distraindo (ou perdendo meu tempo como vc diz) minha mente turbulenta com postagens toscas, hilárias, geniais
Me deixa lavar a louça da janta amanhã de manhã 
Me deixa ler meus livros com títulos esquisitos que aparentemente não tem um bom conteúdo
Deixa eu ficar sem maquiagem 
Pendurar minha calcinhas no banheiro
Deixa eu acordar às 10 da manhã 
Por favor deixe que eu seja eu,
Mesmo que isso te soe errado
Inadequado
Meu juízo e tempo são diferentes do seu, eu sou feliz de outra maneira
Me satisfaço de outras maneiras
Que então eu deixo você jogar seus jogos
Falar com umas garotas estranhas nas redes sociais
Deixo você ficar vendo mulheres seminuas nas redes sociais
Deixo você ficar no celular em vez de conversar comigo 
Deixo você não fazer esforço pra me conhecer melhor
Deixo você fazer seus comentários machistas
Deixo você ser indiferente as minha dores emocionais 
Deixo você ir quando as coisas ficarem pesadas demais
Ou eu aceite sua partida quando voce decidir ir sem se importar
Afinal nem sempre a gente acerta
Quando temos que “deixar demais” sai do modo natural e fluido e torna-se incômodo
E se esvai,
E tudo bem a vida não pode parar
Agora podemos ser sem deixar de ser.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s